Não é novidade, ou não deveria ser, que a fotografia de perfil diz muito sobre si. De tempos em tempos tenho acesso a estudos de um número alargado de fotos de perfil de LinkedIn, a falar sobre a local, indumentária, posição do rosto ou acessórios, no entanto deixam para trás questões tanto ou mais pertinentes como a linguagem não verbal.

Para os mais cépticos, deixo já aqui números, KPI's que não deixando de ser importantes, está provado que na maioria dos negócios, o fato chave para o seu sucesso foram os skills sociais.

Apesar dos números darem algumas direções, continuam a ser meramente indicativos, pois tirando os óculos de sol, o mesmo estudo prova que maioritariamente o género masculino não segue as estatísticas acima e ainda assim apresenta retratos com alto impacto visual.

Sorriso

Mas sorria mesmo, apesar das estatísticas apontarem para 81% das pessoas apreciarem esta características, exceptuando certos casos consoante a profissão ou a aplicação da fotografia, o sorriso é bem-vindo, desde que seja real e não um sorriso amarelo.

Cores

De acordo com a plataforma Photofeeler https://www.photofeeler.com homens com indumentária escura tem maior sucesso que vestido com roupas claras.

Corte

O corte da fotografia é fundamental consoante a aplicação. No LinkedIn é privilegiado o corte com ombros, on o rosto ocupa 40 a 60% da área da fotografia. Fotos de corpo inteiro nas redes tem uma avaliação negativa em termos de competências profissionais.

Fundo

Salvo em raras excepções, evite fundos escuros ou muito saturados, assim como procure sempre ter a fonte de luz frontal e não em contra-luz, onde damos mais destaque ao fundo que ao retratado.

Em resumo, seguindo estas indicações pode certamente melhorar os resultados obtidos na seleção do seu perfil para avaliação junto de potenciais clientes ou empregadores. Reitero que não são regras absolutas, pois consoantes a audiência, o perfil e a mensagem a passar podemos tomar decisões opostas aos conteúdos acima apresentados. Deixo algumas exemplos que provam como a avaliação de uma fotografia ou do retratado não seguem regras rigorosas.